terça-feira, 11 de junho de 2013

Obsolescência Programada

A Obsolescência Programada é um sujeito em pauta ultimamente, então resolvi fazer aqui um artigo sobre esse sujeito pois muitos desconhecem.

Para dizer a verdade até pouco tempo atras eu também desconhecia mas sempre desconfiei que isso existisse mesmo sem conhecer que havia uma palavra para defini-la.

Para quem desconhece a Obsolescência Programada é o ato de desenvolver um produto com uma duração de vida proposital.

Por exemplo quem nunca reparou que os produtos de antigamente duravam mais. Muitos dizem não se faz isso como antigamente...

Muitos pensam que por causa da competitividade do capitalismo hoje se usam peças com menor qualidade para fabricar um produto tal como uma geladeira, uma maquina de lavar roupa ou uma televisão, pois se antigamente duravam facilmente uns 20 ou 30 anos até hoje geralmente duram menos de 10 e isso se você tiver sorte.

Outros pensam que desde o momento que começaram a ser fabricados na china é que os produtos são de menor qualidade etc.

Pode até ser que um desses fatores influenciam na qualidade de um produto, mas a maior causa é a Obsolescência Programada.

 A Obsolescência Programada foi criada em 1920 pelo presidente da General Motors Alfred Sloan, com o intuito  de atrair os consumidores a trocar frequentemente de carro.

Hoje com toda tecnologia que temos somos capazes de criar produtos com duração ilimitada talvez até um certo ponto quase infinita mas a Obsolescência Programada freia a invenção e o avanço tecnológico, pois sem ela o consumo seria muito menor e no sistema que vivemos seria inviável as empresas.

De que adiantaria fabricar uma geladeira que dure pra sempre ninguém mais compraria geladeira. O problema é que com a Obsolescência Programada muitos não se preocupam em evoluir seus produtos, ao invés de dar o desejo as pessoas de renovar pela novidade somos obrigados a renovar por causa de uma falha mecânica ou eletrônica programada.

Existe até um movimento contra a Obsolescência Programada chamado SOP (Sem Obsolescência Programada).

Alias o presidente ficou famoso por ter criado uma lampada com uma duração de vida de 100 anos e teria até recebido ameaças de morte.

Quem nunca se assustou com a precisão e a extrema coincidência da quebra de um produto nos dias seguintes que acabaram a garantia do produto ?

Vocês já repararam que justamente essa famosa garantia não para de diminuir ? Antigamente os produtos tinham uma garantia de no minimo 10 anos depois foi descendo pra 7, 5 hoje 2 para alguns e na maioria 1 ano somente chegando até 6 meses ou 3 meses para algumas peças como as baterias de telefone ou notebook por exemplo. Tudo isso pois o mercado esta ficando insaciável os acionários querendo sempre mais e eles vão aumentando o lucro a todo custo.

Pouco sabemos hoje sobre tudo que envolve as estrategias comerciais em volta de um produto além da Obsolescência Programada tenho certeza que existe também uma estrategia comercial de não colocar novidades em produto de proposito para poder evoluir um produto pouco a pouco para cada ano sair um produto novo e vender muito mais. De maneira que ele fique obsoleto. Alias obsoleto = Obsolescência.

Um grande exemplo é o iPhone, veja quantos iPhones saíram no inicio com câmera de 2 megapixel depois com 5 etc.. enquanto no mercado já existia as de 8 megapixels, vai me dizer que não sabiam fazer ? Os primeiros iPhone  não tinham a tecnologia Bluetooth e essa tecnologia existia a muito tempo já em qualquer telefone barato por ai. Porquê sera que não colocaram ? Se no iPhone não existe a tal obsolescência programada de maneira que ele quebre existe ao menos essa técnica de envelhecer os modelos anteriores com pequenas e múltiplas evoluções a cada novo telefone.  Isso é pura estrategia de marketing com um telefone novo por ano  e se não tiver novidades ninguém compra no ano seguinte....

Mesmo exemplo para os leitores de DVD, quando criaram eles só faziam a leitura e não gravavam, vão me dizer que criaram o dvd sem saber como grava-lo ? isso só saiu anos depois tornando o teu produto completamente obsoleto e te levando a compra de um novo.

Bom tudo bem quando a obsolescência é nesse sentido da inovação mas existe alguns abusos como a Apple faz com o iPhone por exemplo, ma s o pior é botar peças que duram pouco para que ele quebre.

Uma coisa é certa se um produto quebrar logo apos sua garantia não reclame com os chineses que o fabricaram (eles só estão seguindo as regras imposta pela marca a não ser que ele quebre antes do final da garantia ai sim foi um produto mal fabricado). Não reclame também pela falta de sorte. Isso nada tem a ver com sorte, pois a culpa é da obsolescência programada. O produto sai da empresa com uma data prevista para quebrar ou com futuras novidades ja previstas e criadas para torna-lo obsoleto e contra isso nada podemos fazer.... Ao menos deveria existir uma regulação e um controle contra o abuso desse tipo de estrategia industrial.

Sera que nos seres humanos temos também uma obsolescência programada ?
Onde somos programados para nascer e com uma data para morrer.... Antes da sua data chegar tente funcionar da melhor maneira possível !




Nenhum comentário:

Postar um comentário